Que a luz do evangelho do cristo possa estar em seu coração iluminando o caminho de outras pessoas.

Os cinco principais arrependimentos antes da morte

A lista foi elaborada pela enfermeira australiana Bronnie Ware, diante da experiência dela com pacientes terminais. Ela publicou o livro “The Top Five Regrets of the Dying” (“Top Cinco Arrependimentos Daqueles que Estão Para Morrer”). Veja quais são: Gostaria de ter tido a coragem de viver a vida que eu quisesse, não a vida que os outros esperavam que eu vivesse Gostaria de não ter trabalhado tanto… Gostaria de ter tido coragem de expressar meus sentimentos… Gostaria de ter mantido contato com meus amigos… Gostaria de ter me deixado ser mais feliz…

Cap. 40 - PÃO NOSSO - Em preparação - Chico Xavier e Emmanuel

Cap. 17 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Aborto - Chico Xavier e Emmanuel

Encerramento - Escolas da FDJ - 12.12.2012 - Duraed Chibli

Jesus quando percebeu que era chegada a hora de sua partida da terra, disse aos seus discípulos que não ficassem atribulados pela aparente orfandade, e os tranquilizou dizendo que enviaria o Consolador e que iria preparar o lugar para receber os seus discípulos. Guardadas as devidas proporções naturalmente, no dia 12.12.12 nosso Amigo e Mestre Duraed Chibli fez a sua última preleção, como despedida do ano de 2012. Mas a sua despedida de ano, passou a ser também a sua despedida desta atual encarnação, quando nos deixa no dia 18.12.12. E a exemplo da Parábola do Semeador, que saiu a semear sementes, e que caíram em pedregulhos, espinheiros e terra fértil, quem teve oportunidade de conviver com nosso querido amigo Duraed, poderá garantir que as sementes caíram mais em terra fértil, e que já frutificaram e que muito ainda vão frutificar. O nosso eterno agradecimento a este espirito que ensinou a todos nós, as primeiras letras do espiritismo, com suas palavras e exemplos pessoais.

01 de 08 - Seja Feliz no Ano Novo

Caso queira ver a sequencia deste video, ou outros de Duraed Chibli, basta digitar na procura do youtube o nome Duraed Chibli.

1 de 5 - É Natal - Duraed Chibli

Caso queira ver a sequencia deste video, ou outros de Duraed Chibli, basta digitar na procura do youtube o nome Duraed Chibli.

Indicação de Livro - A fé transporta montanhas

EDUCAÇÃO PARA TODOS

Em 12.11.2012, o Ministério Público Federal entrou com uma ação civil pública para retirar a frase “Deus seja louvado” das novas cédulas de real. O pedido, feito pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, diz que a existência da frase nas notas fere os princípios de liberdade religiosa e do Estado laico. O procurador que ofereceu a ação, certamente é um homem culto, e é claro que aceitou o pedido tendo em vista que as cédulas não estariam contemplando aqueles que não acreditam em Deus, isto é, os denominados Ateus. Sabemos que todo aquele que acredita em um ser superior, ele é crente em Deus, seja qual for sua opção religiosa, o Deus é o mesmo, mudando talvez o nome, a forma de invoca-lo, de enxergá-lo e assim por diante. Assim, o Deus é o mesmo para Católicos, Espiritas, Umbandista, Budista, Crentes, Evangélicos, e demais religiões. Porém, acredito que existem atitudes mais importantes a serem tomadas para resultar em educação de nosso povo. Na vida tudo o que for pensado, falado ou ser feito tem que produzir um efeito positivo. E retirar das cédulas a referida frase, certamente não vai melhorar coisa alguma. O esporte mais visto e praticado no Brasil é o futebol. E de todos os esportes praticados, este é aquele em que seus adeptos deixam extravasar os sentimentos mais rudimentares. Em um estádio, nas ruas, torcedores devem ser contidos por policiais, devido o baixo grau de educação (não instrução). É como se estivéssemos vendo o Coliseu cheio de pessoas (se assim pode-se chamar) gritando para que os leões ataquem os cristãos jogados na arena. Diversas medidas estão sendo tomadas pelas autoridades, no sentido de conter a fúria destes torcedores, que felizmente é uma pequena parte, mas que provocam medo e morte em todos os lugares. A impressa tem um papel importante para contribuir na educação deste povo que carece acima de tudo de educação. Este segmento muito já fez em prol da liberdade e não violência nos estádios e ruas. Porém ainda se vê e ouve comentaristas esportivos, dizendo: “O time tal vai enfrentar o seu arquirrival beltrano”. Na fala e postura dos comentaristas ainda existe muita coisa para ser melhorada, lembrando que eles são os detentores da maior ferramenta com poder de influenciar pessoas, por isto são denominados de formadores de opinião. É disto que o povo necessita: de educação, para conseguir a paz e o progresso almejado por todos nós desta terra, ainda não tão gentil, chamada Brasil. Lúgero Souza

Pensamento da semana

Carta de Públio Lentulus sobre Jesus de Nazaré

MORAIS E FÍSICAS DE JESUS. "Sabendo que desejas conhecer quanto vou narrar, existindo nos nossos tempos um homem,o qual vive atualmente de grandes virtudes, chamado Jesus, que pelo povo é inculcado o profeta da verdade, e os seus discípulos dizem que é filho de Deus, criador do céu e da terra e de todas as coisas que nela se acham e que nela tenham estado; em verdade, ó César, cada dia se ouvem coisas maravilhosas desse Jesus: ressuscita os mortos, cura os enfermos, em uma só palavra: é um homem de justa estatura e é muito belo no aspecto, e há tanta majestade no rosto, que aqueles que o vêem são forçados a amá-lo ou temê-lo. Tem os cabelos da cor amêndoa bem madura, são distendidos até as orelhas, e das orelhas até as espáduas, são da cor da terra, porém mais reluzentes. Tem no meio de sua fronte uma linha separando os cabelos, na forma em uso nos nazarenos,o seu rosto é cheio, o aspecto é muito sereno, nenhuma ruga ou mancha se vê em sua face, de uma cor moderada; o nariz e a boca são irrepreensíveis. A barba é espessa, mas semelhante aos cabelos, não muito longa, mas separada pelo meio,seu olhar é muito afetuoso e grave; tem os olhos expressivos e claros, o que surpreende é que resplandecem no seu rosto como os raios do sol, porém ninguém pode olhar fixo o seu semblante,porque quando resplende, apavora, e quando ameniza, faz chorar; faz-se amar e é alegre com gravidade. Diz-se que nunca ninguém o viu rir, mas, antes, chorar. Tem os braços e as mãos muito belos; na palestra, contenta muito, mas o faz raramente e, quando dele se aproxima, verifica-se que é muito modesto na presença e na pessoa. É o mais belo homem que se possa imaginar, muito semelhante à sua mãe, a qual é de uma rara beleza, não se tendo, jamais, visto por estas partes uma mulher tão bela, porém, se a majestade tua, ó Cézar, deseja vê-lo, como no aviso passado escreveste, dá-me ordens, que não faltarei de mandá-lo o mais depressa possível. De letras, faz-se admirar de toda a cidade de Jerusalém; ele sabe todas as ciências e nunca estudou nada. Ele caminha descalço e sem coisa alguma na cabeça. Muitos se riem, vendo-o assim,porém em sua presença, falando com ele, tremem e admiram. Dizem que um tal homem nunca fora ouvido por estas partes. Em verdade, segundo me dizem os hebreus, não se ouviram, jamais, tais conselhos, de grande doutrina, como ensina este Jesus; muitos judeus o têm como Divino e muitos me querelam, afirmando que é contra a lei de Tua Majestade; eu sou grandemente molestado por estes malignos hebreus. Diz-se que este Jesus nunca fez mal a quem quer que seja, mas, ao contrário, aqueles eu o conhecem e com ele têm praticado, afirmam ter dele recebido grandes benefícios e saúde, porém à tua obediência estou prontíssimo, aquilo que Tua Majestade ordenar será cumprido. Vale, da Majestade Tua, fidelíssimo e obrigadíssimo... Públio Lentulus, presidente da Judéia Lindizione setima, luna seconda.” (Este documento foi encontrado no arquivo do Duque de Cesadini, em Roma. Essa carta, onde se faz o retrato físico e moral de Jesus, foi mandada de Jerusalém ao imperador Tibério César, em Roma, ao tempo de Jesus.)

Incrivel, 5 vozes femininas interpretando Vivaldi

Cap. 12 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Desajustes - Chico Xavier e Emmanuel

Cap. 34 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - Lugar Deserto - Chico Xavier e Emmanuel

Feira do Livro Espírita - Uberlândia - MG - Brasil

A opção é somente sua!

Na verdade nossos mazelas são consequencias de hábitos ruins que cultivamos devido a nossa ignorância. Mas estes hábitos não são nós, eles fazem parte de nós, portanto podemos deixa-los de praticá-los.

Cap. 31 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - Com caridade - Chico Xavier e Emmanuel.

Auto-aceitação - Francisco do Espírito Santo Neto

Salve uma pessoa de AVC

Edição do dia 12/10/2012 12/10/2012 14h39 - Atualizado em 12/10/2012 15h08 AVC é tema de congresso em Brasília O acidente vascular cerebral é a doença que mais mata no Brasil. No evento, médicos de todo o mundo discutem a importância da prevenção e da identificação precoce dos sintomas da doença. Giovana Teles Brasília Um em cada seis habitantes do planeta vai ser vítima de acidente vascular cerebral (AVC) pelo menos uma vez na vida. Para discutir os tratamentos e a importância de divulgar os sintomas e os fatores de risco da doença, neurologistas brasileiros e de vários países estão reunidos no 8º Congresso Mundial de AVC, em Brasília. Em 2011, só nos hospitais públicos, quase 180 mil brasileiros foram internados com AVC, a doença que mais mata no Brasil e atinge pessoas de todas as classes sociais e idades. Os principais fatores de risco são hipertensão, diabetes, colesterol alto e o hábito de fumar. Acompanhe o Jornal Hoje também pelo twitter e pelo facebook. Os neurologistas apresentaram um teste que ajuda a identificar se a pessoa está tendo um AVC. Chama-se Teste Samu e é muito simples de fazer: S - Peça para SORRIR A - Peça um ABRAÇO M - Peça uma MÚSICA U - Se não houver um destes sinais URGENTE chame socorro. - Peça um sorriso para a pessoa que está se sentindo mal. Veja se a boca fica torta. - Peça um abraço e note se o paciente tem condições de levantar os dois braços ou se tem perda de força. - Peça para a pessoa cantar um trecho de música ou lembrar uma frase. Observe se a fala está embolada, arrastada demais. - Se houver um desses sinais, ligue urgente para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), que sabe quais são os hospitais preparados para receber pacientes com AVC. Não basta chegar rápido ao hospital. O paciente tem que fazer uma tomografia para a equipe médica saber qual o tipo de AVC e começar o tratamento imediatamente. O tempo - desde os sintomas até a aplicação do remédio no hospital - tem que ser de, no máximo, quatro horas e meia. “Se a pessoa consegue fazer isso, os estudos mostram que reduz em até 20% a mortalidade e em 30% as sequelas”, alerta o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. A aposentada Inácia Gomes Melo, de 70 anos, é um exemplo disso. Ela teve um AVC há dois meses, começou o tratamento em menos de duas horas e voltou a andar e a falar normalmente. A reabilitação é outra preocupação dos médicos. Há equipamentos de última geração para o tratamento, mas ainda existe uma grande barreira: o preconceito. “A gente precisa ir rápido na parte social, mudar a cabeça das pessoas e o paciente tem que voltar ao seu trabalho, pra ele voltar à sociedade. O médico não quer que o paciente fique com ele no consultório, retornando, retornando e sim que ele viva, volte e viva melhor”, garante o neurologista Ayrton Massaro, coordenador do congresso.

Indicação de Livro

Cap. 09 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - União Infeliz - Chico Xavier e Emmanuel

Cap. 08 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Divorcio - Chico Xavier e Emmanuel

Cap. 30 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - Convenções - Chico Xavier e Emmanuel

Great Chinese State Circus - Swan Lake

Programa Transição: Renovando atitudes

NO DIA DE ALLAN KARDEC – 3 DE OUTUBRO –, CHICO XAVIER É ELEITO O BRASILEIRO MAIS IMPORTANTE DE TODOS OS TEMPOS

Carlos A. Baccelli Na noite do dia do nascimento de Allan Kardec, 3 de outubro, Chico Xavier, em referendo promovido pelo SBT – Sistema Brasileiro de Televisão –, com 71,4% dos votos, é eleito o “brasileiro mais importante de todos os tempos”! Parece, sem dúvida, que o Mundo Espiritual, fora do âmbito do Movimento Espírita, preparou esta mensagem para todos os brasileiros, mas, principalmente, para os adeptos do Espiritismo. Veja quem tenha olhos de ver e ouça quem tenha ouvidos de ouvir! Concorrendo com dois finalistas, dos considerados 100 maiores brasileiros da história, Chico, através de escrutínio popular, venceu a Princesa Isabel, que assinou a “Lei Áurea”, e a Santos Dumont, denominado o “pai da aviação”. Nas semanas anteriores, em confronto direto, ele já havia superado a Irmã Dulce, grande missionária da Bahia, e a Ayrton Senna, um dos maiores desportistas do Brasil e do mundo. Sabemos que tal homenagem pouco interessa a Chico, mas, afinal, não é disto que se trata. Chico Xavier, pela sua vida extraordinária, deixou de ser ele mesmo, para ser um dos maiores símbolos da Fé de todos os tempos – e a verdade é que a Humanidade nunca esteve tão carente de Fé quanto agora! A vitória de Chico, tampouco, representa a vitória do Espiritismo. Não, longe disto. A sua vitória foi a vitória da crença na Imortalidade, da Bondade, da Honestidade, e, sobretudo, do amor a Jesus Cristo – foi a vitória do Evangelho!... Tem razão um confrade espanhol de Palma de Maiorca, na Espanha, Pedro Vaquer, quando, no V ENCONTRO NACIONAL DOS AMIGOS DE CHICO XAVIER E SUA OBRA, realizado em Votuporanga, Estado de São Paulo, considerou, em sua fala brilhante, que Francisco Cândido Xavier bem poderia se chamar “Caridade”! Notemos que, desde a sua desencarnação, ocorrida em 2002, o Mundo Espiritual vem trabalhando em torno do que o nome de Chico passou a representar neste país, fadado a ser “Coração do Mundo” e “Pátria do Evangelho”. Isto é profundamente sintomático, e tomara que todos nós, adeptos da Terceira Revelação, compreendamos este recado do Alto, que deixou de ser implícito para ser o mais explícito possível. As Obras Mediúnicas da lavra de Chico Xavier devem ser incorporadas à Codificação, porque, sem elas, o Espiritismo, de fato, não possui a mesma amplitude doutrinária, que, a partir delas, adquiriu. Mas, sobretudo, que não nos esqueçamos do que pode a vivência do Evangelho, qual Chico o demonstrou ao longo de toda a sua laboriosa existência de 92 janeiros, estabelecendo profundos laços espirituais com toda uma Nação, que hoje o reverencia como a maior luz que nela já resplandeceu. Uberaba – MG, 4 de outubro de 2012.

Palestra - Reflexões sobre o livro Nosso Lar - Carlos Baccelli - 08.10.12

A GRANDE CRISE

...Jesus volta para convidar-nos à compaixão. Se não puderdes perdoar, pelo menos, desculpai aqueles que vos ferem, que vos magoam, e se não tiverdes forças para desculpar, pelo menos, permiti que a compaixão aloje-se nas paisagens tristes dos vossos sentimentos magoados. A grande crise moral da sociedade anuncia a era nova. Buscai ouvir, e escutareis em toda parte a musicalidade diferente de um mundo novo; fazei silêncio interior, e ouvireis a sinfonia dos astros. Tende a coragem, pois, de amar, em qualquer circunstância, por que se amardes somente àqueles que vos amam, mais não fazeis do que retribuir, no entanto, se fordes capazes de amar a quem vos alveja com os petardes terríveis da ingratidão, da ofensa, da perseguição gratuita, vosso nome será escrito no livro do reino dos céus e uma alegria inefável tomará conta de vossos corações preenchendo o vazio existencial. Filhos e filhas da alma! Vossos guias espirituais acercam-se-vos, e em torno dos vossos pensamentos enviam mensagens de paz para diminuir a agressividade e a violência. Tornai-vos pacíficos no lar, no relacionamento, nas parcerias, no trabalho, na rua, no cluble... Onde estiverdes mantende a paz, sendo pacíficos para vos transformardes em pacificadores. O mundo é o que dele têm feito os seus habitantes, mas, crede em mim, nunca houve tanto amor na Terra como hoje. A violência e a exaltação do crime ganham manchetes, vendem na grande mídia alucinando as vidas, mas nos alicerces da sociedade o amor é o paradigma que nutre as existências de milhões de mães e pais anônimos, assim como de filhos abnegados e estóicos que compreendem os mártires e os companheiros abnegados. Não vos envergonheis de amar! Na época da tirania o vosso amor é semelhante à terra que, exultante, arrebenta-se em flores como gratidão a Deus. Sois as divinas flores da humanidade agradecendo a Deus a presença de Cristo Jesus na Terra. Ide, ide em paz! Amai de tal forma que uma dor imensa de compaixão expresse o vosso amor para a vossa plenitude. É a mensagem dos Espíritos-espíritas que aqui estamos convosco nesse dia dedicado à gratidão em nome do amor de Jesus-Cristo pelas suas ovelhas. Muita paz, meus filhos! Que o Senhor de bênçãos vos abençoe e permaneça Ele conosco hoje, amanhã e sempre. São os votos do companheiro paternal e humilde de sempre, Bezerra (Mensagem psicofônica através do médium Divaldo Pereira Franco, ao encerramento da sua conferência na Creche Amélia Rodrigues, na noite de 30 de setembro de 2012, em Santo André, (SP).

Blog do Dr. Inácio Ferreira - Médium Carlos Baccelli

17/09/2012 A BÊNÇÃO DO “BÔNUS-HORA” Sem dúvida, um dos maiores entraves à evolução do homem, encarnado na Terra, é a sua constante preocupação com o dinheiro – com a sua aquisição e, não raro, com a ambição de amontoá-lo! Quantas são as pessoas que, quase exclusivamente, vivem em função do dinheiro, com inúmeras contas a pagar, preocupadas com a sobrevivência própria e a de seus entes queridos, numa sociedade cada vez mais consumista?! Quantos são os que, direta ou indiretamente, acabam por se escravizar à questão do ganho material, em feroz luta no mercado de trabalho, sem espaço mental para efetuar a mais singela reflexão em torno dos assuntos mais transcendes da Vida?!... Em “Nosso Lar”, segundo a revelação de André Luiz, não é assim, porque os espíritos que lá vivem se preocupam apenas com o estritamente necessário – ninguém, inclusive, pode possuir, em seu nome, mais que uma casa de morada – não há, portanto, latifundiários e especulações financeiras de nenhuma espécie – não há oscilações na Bolsa de Valores... Conversando com André Luiz, recém-chegado à referida colônia espiritual, a senhora Laura lhe esclarece que o chamado bônus-hora “não é propriamente moeda, mas ficha de serviço individual, funcionando como valor aquisitivo”! Eis aqui a base do cartão-de-crédito, que, em futuro próximo, há de substituir completamente cédulas e talões de cheque no mundo! Porém, óbvio, existe uma diferença fundamental: “O verdadeiro ganho da criatura é de natureza espiritual e o bônus-hora – esclareceu a mãe de Lísias –, em nossa organização, modifica-se em valor substancial, segundo a natureza dos nossos serviços”... Que felicidade há de representar para o homem quando o dinheiro desaparecer de sobre a face da Terra! Vocês, os meus irmãos encarnados, já pensaram o que representará para a economia do espírito em evolução, quando ele puder se dedicar com maior assiduidade à introspeção, sem se atormentar com o “pão nosso de cada dia”, que ele, naturalmente, há de garantir pelo seu esforço individual?! Que tranquilidade saber que, pela Contabilidade Divina, cada gota de suor derramada será, automaticamente, creditada na conta de quem a verteu, e com redobrado valor se o fez em benefício dos semelhantes!... O bônus-hora, na vida prática do espírito imortal, é a concretização do que Jesus nos ensina no Evangelho: “... àquele que já tem, mais se lhe dará e ele ficará na abundância...”! Que maravilha viver sem pensar em dinheiro e correr atrás dele – que sensação de liberdade plena! Quando tal prodígio, igualmente, se der entre os homens encarnados, porque, então, há de sobrar tempo para que o espírito interiormente se cultive, a evolução se processará de maneira muito mais rápida – porque, além de tudo, o carma oriundo da posse, com o seu imenso séquito de infelicidades, terá se extinguido!... INÁCIO FERREIRA Uberaba – MG, 17 de setembro de 2012.

Cap. 29 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - A vinha - Chico Xavier e Emmanuel

ESPIRITISMO - TV BANDEIRANTES - HEBE CAMARGO - CHICO XAVIER PARTE 1 DE 8

Cap. 07 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Casamento - Chico Xavier e Emmanuel

Filme Completo - Sócrates

Mensagem da semana

APRENDENDO A PENSAR COM O ESPIRITISMO

O Espiritismo, sem dúvida, é a doutrina que nos ensina a pensar, e mais: é a doutrina que nos possibilita o livre pensar! Saber falar, o homem já sabe desde muito; saber escrever, não faz tanto tempo assim – por exemplo, a luta contra o analfabetismo no Brasil continua... Saber pensar, porém, é aprendizado de hoje, para não dizer de agora!... Até bem pouco, principalmente no campo da crença religiosa, o homem recebia o alimento intelectual que os teólogos mastigavam e lhe vomitavam aos ouvidos... Aliás, pensar além do que fosse permitido, costumava acabar em masmorra ou fogueira... O Espiritismo significou, e significa, a libertação do pensamento humano! Ninguém comparece a uma casa espírita apenas para receber o passe, tomar a água fluidificada, fazer as suas orações... O que os frequentadores, em geral, costumam ouvir numa casa espírita lhes soa como sendo grande novidade – e isto desde muitas existências! Eis, talvez, o maior contributo de Allan Kardec para a Humanidade: quebrar as correntes da ortodoxia e do fanatismo religiosos!... A assembleia de uma casa espírita é o retrato da Humanidade acordando de profundo processo letárgico: alguns estranham o ambiente em que se encontram – examinam até as paredes; outros, ainda sonolentos, bocejam durante a reunião; outros mais, logrando ouvir apenas parte do discurso, quase às tontas, contestam o discurso inteiro... Em sua ignorância praticamente absoluta, muitos querem que o Espiritismo lhes forneça respostas definitivas a todos os seus questionamentos: querem saber da essência de Deus, sobre a criação do espírito, como é a vida, em toda a sua amplitude, além da morte do corpo... Emmanuel, no livro que leva o seu nome, falando sobre os animais, ao refletir sobre a evolução do princípio anímico, escreveu com transparência, no capítulo XVII: “Os desencarnados de minha esfera não se acham indenes, por enquanto, do socorro das hipóteses. A única certeza obtida é a da imortalidade da vida e, como não é possível observar a essência da sabedoria, sem iniciativas individuais e sem ardorosos trabalhos, discutimos e estudamos as nobres questões que, na Terra, preocupavam o nosso pensamento.” (destaquei) Ora, se os espíritos da esfera de Emmanuel, ou seja, de superior hierarquia, discutem e estudam em torno das questões de maior transcendência da Vida, por que, na busca incessante da Verdade, haveríamos de nos calar, ou consentir que se nos castrasse a faculdade de pensar?! O verdadeiro inimigo da Doutrina, pois, é o teólogo que, noutra roupagem física, ainda não perdeu o hábito de ruminar e, de envolto à sua baba sectária, vomitar o alimento que nem ele próprio consegue engolir... Chega! À luz da Fé Raciocinada, ruminemos nós mesmos o nosso próprio alimento, não consentindo que fulano ou beltrano, porque, na condição de médium ou de articulista, seja portador desse ou daquele esfarrapado currículo doutrinário, faça de nossos ouvidos a sua lata de lixo!... INÁCIO FERREIRA Uberaba – MG, 24 de setembro de 2012.

Cap. 28 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - E os fins - Chico Xavier e Emmanuel

Ciência e Espiritualidade juntas para a Cura do Corpo Físico

http://globotv.globo.com/rede-globo/globo-reporter/v/conheca-a-historia-de-pessoas-que-acreditam-na-energia-espiritual/2140721/ O link acima é do programa GLOBO REPORTER que foi ao ar nesta última sexta feira dia 14.09.12. INCOR e UNIFESP tem desenvolvido estudos no sentido de juntas obterem a cura do corpo com tratamentos simultanêos.

Cap. 26 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - Trabalhos Imediatos

Cap. 04 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Ambiente Doméstico

SOMOS TODOS IGUAIS E DIFERENTES!

1. Deus nos criou a todos, portanto somos iguais. E diferentes quando fomos criados em datas diversas e, quem sabe, em mundos distintos.

2. Somos iguais quanto ao objetivo do Pai em relação a todos nós, que é ascender rumo à evolução moral e intelectual e a felicidade, mas, diferentes quanto aos meios escolhidos por cada um de nós para alcançar estes objetivos através do próprio esforço e Livre Arbítrio.


3. Iguais quando vivenciamos o mesmo número de encarnações que outras pessoas, mas, muito diferentes quanto as experiências acumuladas nestas vivências no corpo.


4. Podemos ser iguais quando comparados pelas semelhantes conquistas adquiridas moral e intelectualmente, mas diferentes quanto ao modo de ver, entender e sentir a vida inclusive em relação a Deus e as suas Leis.


5. A igualdade se faz quando estivermos fazendo parte de um grupo de pessoas melhores em relação as questões Divinas, mas seremos sempre diferentes uns dos outros tal qual quando o Pai nos colocou ao mundo: puros e ignorantes.


6. Porque Deus nos criou diferentes para que sejamos iguais uns aos outros, no seu amor infinito e misericordioso.


Lúgero Souza

Programa Transição

http://programatransicao.tv.br/

Cap. 25 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - Nas estradas - Chico Xavier e Emmanuel

Cap. 03 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Namoro - Chico Xavier e Emmanuel

Jesus - O Mestre dos Mestres

Como pode observar na porta não existe fechadura, pois ela representa o seu coração, onde se abrirá somente com seu consentimento. Jesus o Mestre dos Mestres disse: Eu sou o caminho e a vida, ninguem vem ao Pai senão por mim. Estude o seu evangelho diariamente, com carinho, sem pressa, refletindo sobre as palavras lidas, e veja como pode você aplicar estes ensinamentos em sua vida diária, para com todos os irmãos que encontrar pelo seu caminho, sejam eles, amigos, parentes, desconhecidos ou até porque não dizer os ditos inimigos. E quando orares ao acordar e ao dormir, lembre-se da passagem do PAI NOSSO que diz: ...Perdoai as nossas ofensas assim como também perdoamos aos dos nossos ofensores; veja que é necessário estar livre da mágoa para se aproximar a Deus nosso Pai. Que Jesus nosso mestre esteja sempre te abençoando em sua caminhada evolutiva.

Cap. 23 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - Não é de todos - Chico Xavier e Emmanuel

Cap. 01 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Em torno do sexo - Emmanuel e Chico Xavier

Indicação de livro

A tirinha que emocionou o mundo - corrigida!

É engraçado, por mais que não queiramos aceitar é inevitável! A medida que nossa idade vai avançando, já não somos os mesmos. Antes tínhamos o controle de tudo, agora.... bem agora nem tanto. Esqueçemos as chaves ao sair de casa, estas coisas e muito mais. A velhice vem nos dizer, que, ter paciência conosco mesmo e com aqueles que nos acompanham é fundamental. Precisamos um do outro, para ajudarmos mutuamente, nas pequenas coisas, que antes não era necessário.É uma nova etapa da vida. Ainda bem que é nova, pois tudo o que é novo é bom, não tenhamos medo de experimentar.

Espetacular!!!!!!!!!!!!!

Comunicado

Prezado(a) amigo(a) O blog está passando por uma nova fase. Está sendo atualizando a lista de emails. Caso você não esteja mais recebendo, e quer continuar a receber os emails uma vez por semana, envie um email para rabiraboni@gmail.com com o titulo: QUERO RECEBER ATUALIZAÇÕES DO BLOG. Um grande abraço e conto com você na divulgação do blog, enviando para sua lista de emails. Lúgero Souza Administrador

Cap. 0 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Introdução - Chico Xavier e Emmanuel

Sócrates - Filme Completo e Dublado

Para ver o filme sem interrupções, dê dois cliques na seta que aparece em baixo e a esquerda do video.Após alguns minutos ele vai carregar e assim basta clicar novamente mais uma vez. Caso você queira fazer um download para seu computador basta "baixar"o programa ATUBE no www.baixaki.com.br e cópie o link do filme e cole dentro do ATUBE,clicando posteriormente em baixar.

Allan Kardec, cemitério do Père Lachaise, Paris

Conta a história, que a cidade de Paris na França tinha pequenos cemitérios ao lado das igrejas. Mas chegou um momento que não mais havia lugar para enterrar as pessoas.Foi quando construiram um novo e grande cemitério dando-lhe o nome de PÉRE LACHAISE. Mas quando o cemitério foi inaugurado, ninguém morria, isto é, morria mas não aparecia o corpo para ser enterrado. O administrador do Pére Lachaise, averigou e descobriu que as pessoas queriam ser enterradas nos velhos e pequenos cemitérios, pois queriam ficar ao lado de pessoas ilustres. O administrador então mandou remover os restos mortais de todos estas pessoas bem quistas pela população e levou para o Pére Lachaise, colocando-os naturalmente distribuidos em todo o espaço, para não haver descontentamento e agradar a todos. Ele, carrega a reputação de ser o cemitério mais famoso do mundo. A fama é merecida. Enterradas entre as mais de 70 mil sepulturas estão personalidades como o roqueiro Jim Morrison (1943-1971), os escritores Molière (1622-1673), Honoré de Balzac (1799-1850) e Oscar Wilde (1854-1900), o músico Frédéric Chopin (1810-1849) e o espírita Allan Kardec (1804-1869).

Cap 21 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - Mar Alto - Chico Xavier e Emmanuel

Este alerta está colocado na porta de um espaço terapêutico

Fotos do mural A enfermidade é um... conflito entre a personalidade e a alma. O resfriado escorre quando o corpo não chora. A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair. O diabetes invade quando a solidão dói. O corpo engorda quando a insatisfação aperta. A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam. O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar. A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas. O peito aperta quando o orgulho escraviza. A pressão sobe quando o medo aprisiona. As neuroses paralisam quando a “criança interna” tiraniza. A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra. O câncer mata quando não se perdoa e/ou cansa de viver. E as dores caladas? Como falam em nosso corpo? A enfermidade não é má, ela avisa quando erramos a direção. O caminho para a felicidade não é reto, existem curvas chamadas Equívocos. Existem semáforos chamados Amigos, luzes de precaução chamadas Família, e ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada Decisão, um potente motor chamado Amor, um bom seguro chamado FÉ, abundante combustível chamado Paciência, mas principalmente um maravilhoso Condutor chamado DEUS.

Cap. 22 - ESTUDANDO O LIVRO PÃO NOSSO - Inconstantes - Chico Xavier e Emmanue

Vamos doar para os Médicos sem Fronteiras

Caro(a) amigo(a)através deste site MÉDICOS SEM FRONTEIRAS é possivel você doar, uma única vez, ou fazer uma doação mensal a partir de R$ 30,00. Este site conheci na Globo News.É uma ajuda principalmente para ações nos paises Africanos onde sabemos que se precisa de tudo. Entre no site: www.msf.org.br

Horizontes da Fala - Capítulo 24 de 80 - As bençãos da argumentação - João N. Maia e Miramez

Horizontes da Fala - Capítulo 22 de 80 - O Desleixo da Palavra - João Nunes Maia e Miramez

Um Deus que Sorri... Eu acredito em Deus!

Um Deus que Sorri... Eu acredito em Deus! Mas não sei se o Deus em que eu acredito, é o mesmo Deus em que acredita o balconista, a professora, o porteiro, o operário, o padre, o bispo ou pastor... O Deus em que acredito não foi globalizado. O Deus com quem converso não é uma pessoa, não é pai de ninguém. É uma idéia, uma energia, uma eminência. Não tem rosto, portanto não tem barba. Não caminha, portanto não carrega um cajado. Não está cansado, portanto não tem trono. O Deus que me acompanha não é bíblico. Jamais se deixaria resumir por dez mandamentos, algumas parábolas e um pensamento que não se renova. O meu Deus é tão superior quanto o Deus dos outros, mas sua superioridade está na compreensão das diferenças, na aceitação das fraquezas e no estímulo à felicidade. O Deus em que acredito me ensina a guerrear conforme as armas que tenho e detecta em mim a honestidade dos atos. Não distribui culpas a granel: as minhas são umas, as do vizinho são outras. Nossa penitência é a reflexão. Ave Maria, Pai Nosso: isso qualquer um decora sem saber o que está dizendo. Para o Deus em que acredito, só vale o que se está sentindo. O Deus em que acredito não condena o prazer. Se ele não tem controle sobre enchentes, guerrilhas e violência, se não tem controle sobre traficantes, corruptos e vigaristas, se não tem controle sobre a miséria, o câncer e as mágoas, então que Deus seria ele se ainda por cima condenasse o que nos resta: o lúdico, o sensorial, a libido que nasce com toda criança e se desenvolve livre, se assim o permitirem? O Deus em que acredito não me abandona, mas me exige mais do que uma flexão de joelhos e uma doação aos pobres: cobra caro pelos meus erros e não aceita promessas performáticas, como carregar uma cruz gigante nos ombros. A cruz pesa onde tem que pesar: dentro. É onde tudo acontece e Este é o Deus que me acompanha. Um Deus simples. Deus que é Deus não precisa ser difícil e distante, sabe tudo e vê tudo. Meu Deus é discreto e otimista. Não se esconde, ao contrário, aparece principalmente nas horas boas para incentivar, para me fazer sentir o quanto vale um pequeno momento grandioso: de um abraço numa amizade, uma música na hora certa, um silêncio. O Deus que eu acredito também não inventou o pecado, ou a segregação de credo. E como Ele me deu o Livre-Arbítrio, sou eu apenas que respondo e responderei pelos meus atos. Paz, saúde e serenidade! Rubem Alves "Feliz de quem atravessa a vida tendo mil razões para viver."

Haverá Falsos Cristos e Falsos Profetas - ESE - Cap. 21 Item 9 - Inês Daher

Mensagem de alerta aos ESPÍRITAS em geral

,formadores da própria opinião inclusive. “amai-vos uns aos outros” Há mais de 30 anos atuo numa região de recomposição e resgate, muito conhecida pelos espíritas como “umbral”. Seria como o simbólico “purgatório” dos católicos. Na última passagem fui padre, numa região do triângulo mineiro, onde tive, no início do Século recém findo, contato direto com o professor Eurypedes Barsanulfo, já que a cidade de Sacramento também pertencia à paróquia onde eu exercia o sacerdócio. Por designação desse Apóstolo do Bem, sem méritos para isso, desde 1977 coordeno o trabalho de apoio e recuperação de irmãos que, encarnados, possuíam talentos artísticos, sobretudo musicais. Meu relato agora se refere a outro tipo. Tenho observado, aqui no umbral, um significativo aumento da população espírita, com pessoas de significativo conhecimento doutrinário, principalmente nas regiões mais inferiores, onde os humores são muito pesados, com insuportável calor, alternado por frios inclementes, lama e substâncias gelatinosas, caldos de cheiro repelente e aparência repugnante. É o que chamamos aqui simplesmente de “poço”. Importante observar que a revolta do ser simples tem uma aparência e efeitos ruins a seu redor, mas a do culto, ilustrado, ornado com títulos e saberes, é um espetáculo tenebroso, na acepção mais perversa do termo. O espectro semelhante a lavas vulcânicas, que se forma em torno e sobre esses pobres irmãos, é arrepiante, tremendo, auto-gerados, com formações próprias, na insubordinação. Uma barrela de tons lúgubres, malcheirosos. E nos informam os obreiros que trabalham no socorro a estes infelizes seres, dadificuldade em fazer com que eles se recomponham. Porque àquele que não conhece a Verdade, ou dela pouco sabe, quando a descobre, dissolve suas culpas no arrependimento, e se transforma, em pouco tempo. Mas, o que dizer ao que detém conhecimentos e informações que costumam estar até acima dos que os abordam? Com isso, geram uma forte energia negativa, sulfurosa, que remonta às visões de Alighieri sobre o inferno. A revolta provém das dores intensas produzidas nas quedas morais e mentais, que carregaram consigo. As reações ânimo-energéticas afetam as estruturas do perispírito retido, causando dor profunda, contínua. E os irmãos, evoluídos em teoria, mas falhos em algumas atitudes definidas como muito graves, não aceitam a prova, rebelando-se na maior parte das vezes. E clamam por Jesus, por Deus, pelos amigos que estejam em posição superior. A maioria passou na existência carnal grande tempo a pregar, sem vivenciar. Mas, devido à gravidade dos erros acumulados, precisam atravessar períodos de expiações, que agravados pela contumácia são ampliados, elastecidos. É importante observar que, o maior sofrimento e a dose de mais intensa prova geralmente são conferidas aos religiosos de todos os segmentos, e sobretudo, ultimamente, aos espíritas. Isso nos faz lembrar Jesus, na advertência de que ao que muito for dado, muito será pedido. E quais são essas faltas de tamanha gravidade? Muitas vezes as cometemos sem nos darmos conta de sua profundidade. Este é o fundamental objetivo dessa mensagem. Exemplifico- Certo dirigente espírita das Minas Gerais, de grande vulto. conhecido pela erudição e liderança, ao se encaminhar, após o desencarne consciente, para o setor de triagem, se surpreendeu por ser designado às regiões umbralinas. Sob a acusação de discriminação, racismo e orgulho aviltado, foi-lhe mostrado, na tela da vida, os atos e os efeitos, que produziram feridas morais enormes nos atingidos e precipitaram discípulos e seguidores em erros também de grande monta. E tudo estava sintetizado em um pequeno folheto, um impresso, de dimensões pequenas, que trazia um trecho da chamada “Pureza Doutrinária”. Nesse informe alertava ao mundo sobre a Verdade da Doutrina espírita, da necessidade em seguir Kardec (O Codificador sempre reagiu a isso, pedindo, ao revés, que sigamos Jesus), e condenava veementemente aos cultos místicos, a que chamou de supersticiosos e inferiores, citando de modo condenatório, pessoas que usavam o termo “espírita” para trabalhos em terreiros, e em outros locais, numa inclemente censura aos praticantes dos atos de magia, esoterismo e de origem africana. Cerca de 800 mil desses folhetos já foram distribuídos, em diversas impressões, espalhados em muitos lugares, o que, infelizmente continua até hoje. Nessa miscelânea, e baseado na “bula” muitos julgaram poder agredir, ou mesmo desprezar os que, por razões diversas, decidem por práticas diferentes do culto a Deus. Aí, o “ não julgueis para não serdes julgados” era mera teoria. E o “amai-vos uns aos outros” se esquadrinhava apenas nos limites dos festivos salões de palestras. Acolher, ensinar, orientar, compreender não servia. Os méritos conseguidos em vida pelo esforçado dirigente eram grandes, mas, a quota de dívidas auferida pelos efeitos de tão desastrosa empreitada era muito maior. Sofre muito ainda o nosso irmão. E isso prosseguirá até que compreenda e se arrependa, de verdade. O radicalismo de uma ortodoxia discriminatória é um grave e deletério descaminho. Temos rogado em nossas orações para que a consciência venha rápida. Não tem vindo, pois ele insiste em ser socorrido por altas patentes celestes. Jesus, e todas as doutrinas e religiões que dEle se derivam não precisam de defensores, menos de fiscais. O punho cerrado tem que ser trocado pela mão estendida. Acreditamos que o Mestre espere menos marimbondos e mais abelhas! Propagar, difundir, espalhar, ensinar os preceitos firmados pelo Divino Mestre é indispensável. Porém, jamais devemos nos descuidar das frestas por onde entra o mal, ou por onde sai o ódio, que podem, como temos assistido, intoxicar e comprometer todo o bem que é feito, às vezes de uma vida inteira. “Amai-vos e instruí-vos”, na exortação do ínclito codificador aos espíritas não cria privilégios nem superioridade formal, mas aumenta a responsabilidade em servir, em praticar, indiscriminadamente, o amor de Cristo! Muitos destes deteriorados irmãos, vigiaram os outros, o mundo, e se esqueceram de vigiarem-se a si próprios. Assim, assistimos a subida a planos luminosos de caridosos seres, que passaram pela vida sem grandes conhecimentos, mas auxiliaram na elevação e no Bem ao semelhante, mesmo porfiando em humildes e despojados terreiros, tendas, barracos e cafuas. Enquanto isso, laureados e amedalhados “doutores de Deus” são conduzidos a regiões pantanosas e de sofrimento, para o acerto de contas, inevitável, com as próprias consciências. Enquanto descem, imploram o apoio de amigos e exigem, sem eco, a ajuda e intercessão do Papa, Lutero, Kardec, Chico Xavier e outros. Em vão. - Pe. Aldo - Mensagem recebida pelo médium Arael Magnus em sessão pública no Celest- Centro Espírita Luz na Estrada, em 17 de Janeiro de 2009. Fundoamor- Fundação Operatta de Amparo e Orientação- Sabará - MG

Vamos ser doador de orgãos?

Haverá Falsos Cristos e Falsos Profetas - Cap. 21 - ESE - Itens 6 e 7 - Maria Inêz Baccelli

Cicatrizes

“Cicatrizes” Leiam o Texto até o Fim Vale a pena ! Um menino tinha uma cicatriz no rosto, as pessoas do colégio não falavam com ele nem sentavam ao seu lado, na realidade quando os colegas do colégio o viam franziam a testa devido a cicatriz ser muito feia… Então a turma se reuniu com o professor e foi sugerido que aquele menino da cicatriz não frequentasse mais o colégio, o professor levou o caso à diretoria do colégio. A diretoria ouviu e chegou a seguinte conclusão: Que não poderia tirar o menino do colégio e que conversaria com o menino para que ele fosse o último a estrar em sala de aula e o primeiro a sair, dessa forma nenhum aluno via o rosto do menino, a não ser que olhassem pra trás. O professor achou magnifica a ideia da diretoria, sabia que os alunos não olhariam mais pra trás. Levando a conhecimento do menino a decisão ele prontamente aceitou a imposição do colégio, mas com uma condição: que ele compareceria na frente de todos os colegas do colégio, para dizer o porque daquela CICATRIZ. A turma concordou e no dia seguinte o menino entrou e dirigiu-se a frente da sala de aula e começou a relatar: – Sabe turma, eu entendo vocês. Essa cicatriz é muito feia, mas foi assim que eu a adquiri:- Minha mãe era muito pobre e pra ajudar na alimentação da casa ela passava roupa pra fora… eu tinha por volta de 7 ou 8 anos de idade…(A turma tava em silencio atenta a tudo…) o menino continuou: – Além de mim, tinha mais 3 irmãozinhos um de 4 anos, outro de 2 anos e uma irmãzinha de apenas alguns dias de vida..(SILÊNCIO TOTAL NA SALA). Foi aí que não sei como a nossa casa que era simples e toda de madeira começou a pegar fogo.. minha mãe correu ate o quarto em que estávamos, pegou meu irmão de 4 anos e o de 2 anos e eu pelo braço e nos levou pra fora, havia muita fumaça, as paredes que eram de madeira pegavam fogo e estavam muito quentes… minha mãe colocou-me sentado no chão do lado de fora e pediu que eu ficasse ali ate ela voltar, pois minha mãe tinha que voltar a casa e pegar a minha irmãzinha que ainda ficara no quarto em chamas.. só que quando minha mãe tentou entrar na casa em chamas as pessoas que estavam ali não deixaram minha mãe pegar minha irmãzinha e via minha mãe gritar: “minha filha esta la dentro”! Vi no rosto da minha mãe o desespero, o horror e ela gritava, mas aquelas pessoas não deixavam minha mãe buscar minha irmãzinha. Foi aí que decidi: Deixei meus irmãos e disse-lhes que não saísse de la ate eu voltar, sai entre as pessoas e sem que eles percebessem eu entrei na casa… Havia muita fumaça, estava tudo muito quente,mas eu tinha que pegar minha irmãzinha. Eu sabia o quarto em que ela estava. Quando cheguei ao quarto la estava ela enrolada num lençol e chorava muito. Nesse momento vi alguma coisa caindo e então me joguei sobre ela pra protege-la e aquela coisa quente tocou no meu rosto. (a turma estava quieta, atenta ao menino e envergonhada ao mesmo tempo) então o menino continuou: Vocês podem ate achar essa CICATRIZ feia, mas tem alguém la em casa que a acha linda e todos os dias quando eu chego, ela... minha irmãzinha, a beija porque sabe que é a marca do AMOR.

Abortar Feto Anencéfalo é Crime ou não?

Veja também o video postado neste blog. Copie com o mouse e cole no navegador. http://rabiraboni.blogspot.com.br/2010/02/o-anencefalo-na-visao-do-espiritismo.html

A fé transporta montanhas - Cap. 19 - ESE - Itens 11 e 12 - Expositora: Maria Inêz Baccelli

Assine Projeto Para Virar Lei no Congresso

Caro(a) amigo(a) Assine o projeto para completar 1.300.000 assinaturas. Após isto será enviado para o Congresso Nacional e deverá virar lei. Entre no site www.naofoiacidente.org e clique no link ASSINE à Petição.

Palestras Espíritas - Audio - Primeiro Semestre 201

Escolha a Palestra em audio que deseja. Clique no link e vai abrir outra página. Nesta página poderá ouvir o audio clicando na seta. Para "baixar" para seu computador clique no retangulo que está escrito BAIXAR AGORA.

Principal causa da confusão mental no idoso

Principal causa da confusão mental no idoso Arnaldo Lichtenstein, médico Sempre que dou aula de clínica médica a estudantes do quarto ano de Medicina, lanço a pergunta: - Quais as causas que mais fazem o vovô ou a vovó terem confusão mental? Alguns arriscam: *"Tumor na cabeça". Eu digo: "Não". Outros apostam: "Mal de Alzheimer" Respondo, novamente: "Não". A cada negativa a turma se espanta... E fica ainda mais boquiaberta quando enumero os três responsáveis mais comuns: - diabetes descontrolado; - infecção urinária; - a família passou um dia inteiro no shopping, enquanto os idosos ficaram em casa. Parece brincadeira, mas não é. Constantemente vovô e vovó, sem sentir sede, deixam de tomar líquidos. Quando falta gente em casa para lembrá-los, desidratam-se com rapidez. A desidratação tende a ser grave e afeta todo o organismo. Pode causar confusão mental abrupta, queda de pressão arterial, aumento dos batimentos cardíacos ("batedeira"), angina (dor no peito), coma e até morte. Insisto: não é brincadeira. Na melhor idade, que começa aos 60 anos, temos pouco mais de 50% de água no corpo. Isso faz parte do processo natural de envelhecimento. Portanto, os idosos têm menor reserva hídrica. Mas há outro complicador: mesmo desidratados, eles não sentem vontade de tomar água, pois os seus mecanismos de equilíbrio interno não funcionam muito bem. Conclusão: Idosos desidratam-se facilmente não apenas porque possuem reserva hídrica menor, mas também porque percebem menos a falta de água em seu corpo. Mesmo que o idoso seja saudável, fica prejudicado o desempenho das reações químicas e funções de todo o seu organismo. Por isso, aqui vão dois alertas: 1 - O primeiro é para vovós e vovôs: tornem voluntário o hábito de beber líquidos. Por líquido entenda-se água, sucos, chás, água-de-coco, leite, sopa, gelatina e frutas ricas em água, como melão, melancia, abacaxi, laranja e tangerina, também funcionam. O importante é, a cada duas horas, botar algum líquido para dentro. Lembrem-se disso! 2 - Meu segundo alerta é para os familiares: ofereçam constantemente líquidos aos idosos. Ao mesmo tempo, fiquem atentos. Ao perceberem que estão rejeitando líquidos e, de um dia para o outro, ficam confusos, irritadiços, fora do ar, atenção. É quase certo que sejam sintomas decorrentes de desidratação. "Líquido neles e rápido para um serviço médico". (*) Arnaldo Lichtenstein (50), médico, é clínico-geral do Hospital das Clínicas e professor colaborador do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo