Que a luz do evangelho do cristo possa estar em seu coração iluminando o caminho de outras pessoas.

História de Chico Xavier

Chico Xavier e amigos Certa vez, uma senhora foi até Uberaba e lá, diante do Chico, começou a se queixar de que não conseguia nada do que precisava, mesmo trabalhando na Doutrina e orando dia e noite. Ao ouvir suas queixas, Chico lhe disse: Quando a gente tem fé, quando confia, eles ajudam, minha filha! Uma vez, em Pedro Leopoldo , eu ensinava catecismo às crianças, mas, um dia, me proibiram. Eu ensinava catecismo para quarenta crianças... e fui proibido porque me tornara espírita. Fiquei em casa. Mas as crianças queriam o tio Chico... Então as famílias levaram as crianças lá em casa. E eu fiquei com muita pena, porque na igreja elas tinham lanche. Já eram duas horas e eu só tinha água e uns pedacinhos de pão em casa. Eram quarenta crianças... Como eu iria alimentar aquelas crianças? Eu fiz uma prece e pedi a Deus que me ajudasse, porque elas não podiam ficar sem comer. Como é que eu iria fazer? Estávamos embaixo de uma árvore. E, então, um vento muito estranho começou a balançar as folhas da árvore. O vento uivava entre os galhos daquela árvore. Uma vizinha saiu e perguntou: — Chico, que é isso? Que barulho é esse? — O vento... — O vento?!... E essas crianças aí? — Catecismo!... — Você não deu nada para elas comerem? — Não tenho!... — Oh, Chico! Eu tenho, aqui, bolo e pão. E a outra vizinha do lado também apareceu e perguntou: — O que foi isso, Chico? Que vento foi esse? — O vento... — E essas crianças aí? — O catecismo... E assim, doze famílias se reuniram e passaram a oferecer o alimento, o lanche daquelas crianças, por causa do vento. -José Antonio Vieira de Paula - Do livro Um minuto com Chico Xavier

Cap 63 PÃO NOSSO O Senhor dá sempre Chico Xavier e Emmanuel

Cap. 10 de 180 - Vencer o Mal - Palavras de Vida Eterna - Chico Xavier e Emmannuel

15 coisas que você precisa abandonar para ser feliz

Essa lista é uma tradução, o texto original e em inglês é do World Observer Online. 1. Desista da sua necessidade de estar sempre certo Há tantos de nós que não podem suportar a ideia de estarem errados – querem ter sempre razão – mesmo correndo o risco de acabar com grandes relacionamentos ou causar estresse e dor, para nós e para os outros. E não vale a pena, mesmo. Sempre que você sentir essa necessidade “urgente” de começar uma briga sobre quem está certo e quem está errado, pergunte a si mesmo: “Eu prefiro estar certo ou ser gentil?” (Wayne Dyer) Que diferença fará? Seu ego é mesmo tão grande assim? 2. Desista da sua necessidade de controle Estar disposto a abandonar a sua necessidade de estar sempre no controle de tudo o que acontece a você e ao seu redor – situações, eventos, pessoas, etc. Sendo eles entes queridos, colegas de trabalho ou apenas estranhos que você conheceu na rua – deixe que eles sejam. Deixe que tudo e todos sejam exatamente o que são e você verá como isso irá o fazer se sentir melhor. “Ao abrir mão, tudo é feito. O mundo é ganho por quem se desapega, mas é necessário você tentar e tentar. O mundo está além da vitória.” Lao Tzu 3. Pare de culpar os outros Desista desse desejo de culpar as outras pessoas pelo que você tem ou não, pelo que você sente ou deixa de sentir. Pare de abrir mão do seu poder e comece a se responsabilizar pela sua vida. 4. Abandone as conversinhas auto-destrutivas Quantas pessoas estão se machucando por causa da sua mentalidade negativa, poluída e repetidamente derrotista? Não acredite em tudo o que a sua mente está te dizendo – especialmente, se é algo pessimista. Você é melhor do que isso. “A mente é um instrumento soberbo, se usado corretamente. Usado de forma errada, contudo, torna-se muito destrutiva.” Eckhart Tolle 5. Deixe de lado as crenças limitadoras sobre quem você pode ou não ser, sobre o que é possível e o que é impossível. De agora em diante, não está mais permitido deixar que as suas crenças restritivas te deixem empacado no lugar errado. Abra as asas e voe! “Uma crença não é uma ideia realizada pela mente, é uma ideia que segura a mente.” Elly Roselle 6. Pare de reclamar Desista da sua necessidade constante de reclamar daquelas várias, várias, váaaarias coisas – pessoas, momentos, situações que te deixam infeliz ou depressivo. Ninguém pode te deixar infeliz, nenhuma situação pode te deixar triste ou na pior, a não ser que você permita. Não é a situação que libera esses sentimentos em você, mas como você escolhe encará-la. Nunca subestime o poder do pensamento positivo. 7. Esqueça o luxo de criticar Desista do hábito de criticar coisas, eventos ou pessoas que são diferentes de você. Nós somos todos diferentes e, ainda assim, somos todos iguais. Todos nós queremos ser felizes, queremos amar e ser amados e ser sempre entendidos. Nós todos queremos algo e algo é desejado por todos nós. 8. Desista da sua necessidade de impressionar os outros Pare de tentar tanto ser algo que você não é só para que os outros gostem de você. Não funciona dessa maneira. No momento em que você pára de tentar com tanto afinco ser algo que você não é, no instante em que você tira todas as máscaras e aceita quem realmente é, vai descobrir que as pessoas serão atraídas por você – sem esforço algum. 9. Abra mão da sua resistência à mudança Mudar é bom. Mudar é o que vai te ajudar a ir de A a B. Mudar vai melhorar a sua vida e também as vidas de quem vive ao seu redor. Siga a sua felicidade, abrace a mudança – não resista a ela. “Siga a sua felicidade e o mundo abrirá portas para você onde antes só havia paredes” Joseph Campbell 10. Esqueça os rótulos Pare de rotular aquelas pessoas, coisas e situações que você não entende como se fossem esquisitas ou diferentes e tente abrir a sua mente, pouco a pouco. Mentes só funcionam quando abertas. “A mais extrema forma da ignorância é quando você rejeita algo sobre o que você não sabe nada” Wayne Dyer 11. Abandone os seus medos Medo é só uma ilusão, não existe – você que inventou. Está tudo em sua cabeça. Corrija o seu interior e, no exterior, as coisas vão se encaixar. “A única coisa de que você deve ter medo é do próprio medo” Franklin D. Roosevelt 12. Desista de suas desculpas Mande que arrumem as malas e diga que estão demitidas. Você não precisa mais delas. Muitas vezes nos limitamos por causa das muitas desculpas que usamos. Ao invés de crescer e trabalhar para melhorar a nós mesmos e nossas vidas, ficamos presos, mentindo para nós mesmos, usando todo tipo de desculpas – desculpas que, 99,9% das vezes, não são nem reais. 13. Deixe o passado no passado Eu sei, eu sei. É difícil. Especialmente quando o passado parece bem melhor do que o presente e o futuro parece tão assustador, mas você tem que levar em consideração o fato de que o presente é tudo que você tem e tudo o que você vai ter. O passado que você está desejando – o passado com o qual você agora sonha – foi ignorado por você quando era presente. Pare de se iludir. Esteja presente em tudo que você faz e aproveite a vida. Afinal, a vida é uma viagem e não um destino. Enxergue o futuro com clareza, prepare-se, mas sempre esteja presente no agora. 14. Desapegue do apego Este é um conceito que, para a maioria de nós é bem difícil de entender. E eu tenho que confessar que para mim também era – ainda é -, mas não é algo impossível. Você melhora a cada dia com tempo e prática. No momento em que você se desapegar de todas as coisas, (e isso não significa desistir do seu amor por elas – afinal, o amor e o apego não têm nada a ver um com o outro; o apego vem de um lugar de medo, enquanto o amor… bem, o verdadeiro amor é puro, gentil e altruísta, onde há amor não pode haver medo e, por causa disso, o apego e o amor não podem coexistir), você irá se acalmar e se virá a se tornar tolerante, amável e sereno… Você vai alcançar um estado que te permita compreender todas as coisas, sem sequer tentar. Um estado além das palavras. 15. Pare de viver a sua vida segundo as expectativas das outras pessoas Pessoas demais estão vivendo uma vida que não é delas. Elas vivem suas vidas de acordo com o que outras pessoas pensam que é o melhor para elas, elas vivem as próprias vidas de acordo com o que os pais pensam que é o melhor para elas, ou o que seus amigos, inimigos, professores, o governo e até a mídia pensa que é o melhor para elas. Elas ignoram suas vozes interiores, suas intuições. Estão tão ocupadas agradando todo mundo, vivendo as suas expectativas, que perdem o controle das próprias vidas. Isso faz com que esqueçam o que as faz feliz, o que elas querem e o que precisam – e, um dia, esquecem também delas mesmas. Você tem a sua vida – essa vida agora – você deve vivê-la, dominá-la e, especialmente, não deixar que as opiniões dos outros te distraiam do seu caminho. Fonte: Guia Ingresse

UM MORTO MAIS VIVO DO QUE NÓS!

Madre Teresa

1. Mantenha a sua vida, seu corpo, sua casa, seus negócios e o seu dinheiro em ordem. Limpeza e organização são fundamentais para gerar prosperidade e paz. Comece fazendo uma faxina geral em seus sentimentos, raspando tudo que seja vil: inveja, mentira, avareza etc. 2. Fale pouco, ouça bastante e reaja baseado no amor - amor por seus princípios, amor por Deus e amor pela vida. 3. Seja autêntico, mas inspire-se também em biografias de pessoas bem sucedidas. 4. Crie sua missão de vida, de modo que como resultado de sua existência, pelo menos, três coisas se modifiquem, para melhor, no mundo. 5. Ame profundamente como se nunca fora ferido. Mas não deixe que pessoas más se aproveitem de você. Saiba reconhecer o mal, sem temê-lo. E jamais alimente o mal e o nefasto nas outras pessoas. Afaste-se, trate com reserva e mostre-se rude, se for necessário, mas nunca permita que a mediocridade e mesquinhez de uma pessoa encontre espaço para continuar atuando. Em especial, saiba identificar as intenções de uma determinada pessoa, independente dos julgamentos (positivos ou negativos) que você tenha para com ela. 6. Seja sempre grato pela sua vida a cada momento. Esta é a mais profunda meditação – dar graças por suas bênçãos. Agradeça por cada despertar de um novo dia, por cada alimento que recebe, por cada conquista, pelos problemas que permitem aprender lições, pelas pessoas que estão em sua vida, pelo seu corpo, por tudo mais, e por mais um dia bem vivido. 7. Seja caridoso, humilde e prestativo. Pratique a caridade ao próximo – você não precisa ir para a Etiópia ou para Calcutá para ajudar os pobres. Ajude o mendigo de sua rua, os seus empregados e quem está ao alcance de suas mãos. 8. Deseje e peça ardentemente o que é seu, por merecimento. O que é verdadeiramente seu lhe será dado, no momento certo. Evite desejos neuróticos por pessoas ou coisas que já estão comprometidas. 9. Conte até 10, 20 ou 100 antes de reagir. Aguarde 48 horas para resolver um problema. A maioria das coisas que pensamos serem problemas desaparece, naturalmente, em menos de 48 horas. Se persistir até lá, então passe a ocupar-se do assunto de forma criativa e relaxada. 10. Medite. Medite muito. Ore. Ore bastante. Pelo seu bem-estar, pela felicidade das pessoas que ama e pela paz no mundo. 11. Preserve a natureza. Consuma produtos naturais, envie flores, ame os animais, cultive plantas e ervas. 12. Leve a vida com bom humor.

JESUS ESTÁ NO LEME !

Assunto: Mensagem de Eurípedes Barsanulfo (10 maio de 2013) Recomendo a leitura da mensagem abaixo ditada pelo espírito de Eurípedes Barsanulfo, recebida no Centro Espirita “Jesus no Lar” - 10/05/2013, sobre o momento atual do nosso país e do mundo. Peço a gentileza de repassarem a suas redes de relacionamento, e envolvam em suas preces todos os governantes, legisladores e população em geral, auxiliando a melhoria da psicosfera mental neste momento importante. Irmãos queridos: Diante dessa crise que se abate sobre o nosso povo, face a essa onda de pessimismo que toma conta dos brasileiros, frente aos embates que o país atravessa, nós, os seus companheiros, trazemos na noite de hoje a nossa mensagem de fé, de coragem e de estímulo. Estamos irradiando-a para todas as reuniões mediúnicas que estão sendo realizadas neste instante, de norte a sul do Brasil. Durante vários dias estaremos repetindo a nossa palavra, a fim de que maior número de médiuns possa captá-la. Cada um destes que sintonizar nesta faixa vibratória dará a sua interpretação, de acordo com o entendimento e a gradação que lhe forem peculiares. Estamos convidando todos os espíritas para se engajarem nesta campanha. Há urgente necessidade de que a fé, a esperança e o otimismo renasçam nos corações. A onda de pessimismo, de descrédito e de desalento é tão grande que, mesmo aqueles que estão bem intencionados e aspirando realizar algo de construtivo e útil para o país, em qualquer nível, veem-se tolhidos em seus propósitos, sufocados nos seus anseios, esbarrando em barreiras quase intransponíveis. É preciso modificar esse clima espiritual. É imperioso que o sopro renovador de confiança, de fé nos altos destinos de nossa nação, varra para longe os miasmas do desalento e do desânimo. É necessário abrir clareiras e espaços para que brilhe a luz da esperança. Somente através de esperança conseguiremos, de novo, arregimentar as forças de nosso povo sofrido e cansado. Os espíritas não devem engrossar as fileiras do desalento. Temos o dever inadiável de transmitir coragem, infundir ânimo, reaquecer esperanças e despertar a fé! Ah! a fé no nosso futuro! A certeza de que estamos destinados a uma nobre missão no concerto dos povos, mas que a nossa vacilação, a nossa incúria podem retardar. Responsabilidade nossa. Tarefa nossa. Estamos cientes de tudo isto e nos deixamos levar pelo desânimo, este vírus de perigo inimaginável. O desânimo e seus companheiros, o desalento, a descrença, a incerteza, o pessimismo, andam juntos e contagiam muito sutilmente, enfraquecendo o indivíduo, os grupos, a própria comunidade. São como o cupim a corroer, no silêncio, as estruturas. Não raras vezes, insuflado por mentes em desalinho, por inimigos do progresso, por agentes do caos, esse vírus se expande e se alastra, por contágio, derrotando o ser humano antes da luta. Diante desse quadro de forças negativas, tornam-se muito difíceis quaisquer reações. Portanto, cabe aos espíritas o dever de lutar pela transformação deste estado geral. Que cada Centro, cada grupo, cada reunião promova nossa campanha. Que haja uma renovação dessa psicosfera sombria e que as pessoas realmente sofredoras e abatidas pelas provações, encontrem em nossas Casas um clima de paz, de otimismo e de esperança! Que vocês levem a nossa palavra a toda parte. Aqueles que possam fazê-lo, transmitam-na através dos meios de comunicação. Precisamos contagiar o nosso Movimento com estas forças positivas, a fim de ajudarmos efetivamente o nosso país a crescer e a caminhar no rumo do progresso. São essas forças que impelem o indivíduo ao trabalho, a acreditar em si mesmo, no seu próprio valor e capacidade. São essas forças que o levam a crer e lutar por um futuro melhor. Meus irmãos, o mundo não é uma nau à matroca. Nós sabemos que “Jesus está no leme!” e que não iremos soçobrar. Basta de dúvidas e incertezas que somente retardam o avanço e prejudicam o trabalho. Sejamos solidários, sim, com a dor de nosso próximo. Façamos por ele o que estiver ao nosso alcance. Temos o dever indeclinável de fazê-lo, sobretudo transmitindo o esclarecimento que a Doutrina Espírita proporciona. Mas também, que a solidariedade exista em nossas fileiras, para que prossigamos no trabalho abençoado, unidos e confiantes na preparação do futuro de paz por todos almejado. E não esqueçamos de que, se o Brasil “é o coração do mundo”, somente será a “pátria do Evangelho” se este Evangelho estiver sendo sentido e vivido por cada um de nós”. Eurípedes Barsanulfo Mensagem recebida no Centro Espirita “Jesus no Lar” - 10/05/2013 Medium - Suely Caldas Schuber

O Brasil está mudando.

Por precaução de médium, fechei meus chacras de proteção e fui para a multidão como uma pessoa comum. Eu e meus filhos. Era 22 de junho de 2013. Estava em pleno auge um movimento inesperado naquela semana que poderíamos chamar #BRASILACORDOU. Primeiramente farei um pequeno apanhado do que vi no plano físico. Ao contrário do que muitos dizem, o clima astral da passeata tinha a marca dessa geração nova que está reencarnando nos últimos 20 anos: espíritos inquietos, porém, com bondade no coração. Inteligentes e sensíveis a uma nova ordem social, desejosos de paz e justiça. Fiz questão de ver de perto a enorme diversidade: médicos, aposentados, gays, militares, professores, religiosos, jornalistas, velhos, crianças e muitos grupos radicais. Em nenhum deles senti o clima da maldade ou da intolerância. Depois que me senti mais seguro no clima da multidão, passei então a abrir minhas antenas psíquicas e meus chacras de sintonia. Percebi muitos espíritos na mesma faixa de idade dos manifestantes no astral acompanhando cada grupo. Jovens, muitos jovens. Vi também parentes de muitos deles que já partiram para a vida espiritual. Liguei-me mentalmente com meus benfeitores espirituais. Apareceu-me dona Maria Modesto e me disse: “iluminista essa passeata! Aqui está um futuro melhor. Daqui sairão presidentes e governantes. Esses jovens trazem um mapa mental para encontrarmos o caminho da estrutura política da regeneração. Essa passeata, de fato, não tem nada a ver com seu estopim: R$ 0,20 de ajuste no preço da passagem de ônibus.” Fiquei intrigado com a fala dela e resolvi perguntar: a senhora pode me dizer algo sobre o ambiente espiritual geral dessa passeata? Ela me respondeu: “É um ambiente melhor do que muitos lares que eu já visitei. Aqui há esperança, ideal, sensação de utilidade e desejo de avançar.” Então, é um ambiente bom? – indaguei novamente. Ela detalhou: “Espíritos de grande elevação moral e política, cientes da panela de pressão vibratória que estava se tornando o país, perceberam a importância de trabalhar com as lideranças de diversos segmentos nos últimos 6 meses, a bandeira das manifestações públicas, para aliviar tensões e formar uma nova radiografia social para que os governantes atentem para o que vem acontecendo e para o que vai acontecer. Os espíritos que coordenam a política e a administração do país não se apassivam diante de tanta injustiça, corrupção e impunidade. Diariamente eles adentram o astral da câmara e do senado, da presidência e da forças armadas, em busca de filetes de luz para promovem o bem social.” Parei um pouco para pensar no que ela me disse e resolvi andar mais um pouco pela multidão, já em transe vivendo as manifestações de cá e de lá. Quanto aos detalhes do assunto, peço a compreensão dos meus amigos para não citar agora, porque ainda terei que fazer várias investigações em algumas revelações mediúnicas que preciso examinar com cautela. Eu procurei no ambiente astral os vândalos que fazem baderna. Não achei um. Então resolvi perguntar sobre o assunto a dona Modesta e ela disse: “No plano espiritual fica mais viável fazer controle dessas criaturas. Há um perímetro de atuação que os limitam”. Indaguei novamente: mas e quanto aos vândalos daqui? “São pessoas que não tiveram o que mais clama a passeata: educação. Nem sempre estão a serviço de opositores políticos da passeata e nem sempre são criminosos no comportamento. São imaturos, desordeiros e alguns até fazem isso porque acreditam, infelizmente, que é assim que se corrigem as coisas na sociedade. Perguntei mais: então eles não são acompanhados pelos vândalos do astral? “Eles mantém conexão mental com suas companhias que, à distância, os incendeiam as más intenções. Isso não temos como evitar já que faz parte da rotina dessas criaturas de cá e daí. Mas assim como acontece no mundo físico, são contidos logo que iniciam suas loucuras. Como já temos melhores chances de identifica-los no astral, ao contrário de vossa polícia que não os identifica até que iniciem a baderna, nós já o contemos do lado de cá para proteger o ambiente ordeiro e consciente das multidões bem intencionadas. Temos uma polícia muito melhor preparada do que a vossa para isso.” Adorei a experiência como cidadão e como médium. Fiquei pensando no quanto nossas orações e atividades mediúnicas e obras sociais são importantes nesse propósito de construir um mundo melhor, todavia, também meditei nessa semana no quanto a comunidade espírita é omissa e ainda acredita em fantasias a respeito de uma “pátria do evangelho e coração do mundo” sem ação e coragem social. Entre os grandes líderes espíritas, tenho que parabenizar a Divaldo Franco, Djalma Argollo e José Medrado ( os baianos mandando bem) por terem se posicionado claramente a respeito do assunto. Para encerrar minhas reflexões vou transcrever novamente o post que fiz no facebook essa semana contendo o pedido dos espíritos e informando sobre a presença de alguns deles nesse movimento por um Brasil mais maduro e melhor: Os guias espirituais estão pedindo muita oração pelo país. (abaixo coloco o nome de alguns que fiz contato e outros que enviaram seus pedidos) Eles pediram que em minhas orações eu peça coragem para que o povo brasileiro tenha ATITUDE. Muita gente espírita acredita que vai mudar as coisas nesse país a poder de oração e sopa fraterna. Nada contra eles! Essas são ótimas atitudes, sem dúvida. Porém, uma das manipulações mais sutis dos poderes sombrios dos desencarnados é manter o povo inerte e acreditando na força divina para mudar as coisas, quando, em verdade, quem muda um país somos nós mesmos com nossa própria mudança, inclusive saindo dessa hipnose coletiva em que se encontrava o Brasil. #BRASILACORDOU Nomes citados por dona Modesta hoje durante a psicografia de hoje de manhã: Freitas Nobre, Gonzaguinha, Vicente Celestino, Dom Helder, Virrgulino, Bezerra, Herculano Pires, Deolindo Amorim, Albert Schweitzer, Mãe Menininha, Zilda Arns, Caboclo Mário Juruna, Darci Vargas, Dr. Mario Covas. Estes são alguns que me lembro. Presentes na psicografia: Dom Helder, Schweitzer, Dr. Inácio, José Mario, Zumbi dos palmares e Inhá Chica. J. S. Godinho

Chico, Diálogos e Recordações

Ouvir o áudio: http://doutrinaespiritadigital.blogspot.com.br/2013/05/chico-dialogos-e-recordacoes-download.html

Cap. 02 de 180 - Cresçamos para o bem - Palavras de Vida Eterna - Chico Xavier e Emmannuel

Livro Sinal Verde - Cap 47 de 50 - Visitação a Doentes - Chico Xavier e Emmanuel

22 COISAS QUE PESSOAS FELIZES FAZEM DIFERENTE

22 COISAS QUE PESSOAS FELIZES FAZEM DIFERENTE Existem dois tipos de pessoas no mundo: aquelas que escolhem ser felizes e aquelas que optam por ser infelizes. Ao contrário da crença popular, a felicidade não vem da fama, da fortuna ou de bens materiais. Ela vem de dentro. A pessoa mais rica do mundo pode estar miseravelmente infeliz, enquanto um sem-teto pode estar sorrindo e contente com a sua vida. As pessoas felizes o são porque se fazem felizes. Elas têm uma visão positiva da vida e permanecem em paz com elas mesmas.
A questão é: como elas fazem isso? É muito simples. As pessoas felizes têm hábitos que melhoram suas vidas e se comportam de maneira diferente. Pergunte a uma pessoa feliz e ela vai dizer: 1. Não guarde rancor. As pessoas felizes entendem que é melhor perdoar e esquecer que deixar que sentimentos negativos as dominem. Guardar rancor é prejudicial e pode causar depressão, ansiedade e estresse. Por que deixar que uma ofensa de alguém exerça algum poder sobre você? Se você esquecer os seus rancores, vai ganhar uma consciência clara e energia suficiente para apreciar as coisas boas da vida. 2. Trate a todos com bondade. Você sabia que foi cientificamente provado que ser gentil faz você feliz? Ser altruísta faz seu cérebro produzir serotonina, um hormônio que diminui a tensão e eleva o seu espírito. Tratar as pessoas com amor, dignidade e respeito permite que você construa relacionamentos mais fortes. 3. Veja os problemas como desafios. A palavra “problema” não faz parte do vocabulário de uma pessoa feliz. Um problema, na maioria das vezes, é visto como uma desvantagem, uma luta ou uma situação difícil. Mas quando encarado como um desafio, pode se transformar em algo positivo, como uma oportunidade. Sempre que você enfrentar um obstáculo, pense-o um desafio. 4. Expresse gratidão pelo que já tem. Há um ditado popular que diz: “As pessoas mais felizes não têm o melhor de tudo, elas fazem o melhor de tudo com o que elas têm.” Você terá um sentido mais profundo de contentamento se contar suas bênçãos em vez de ansiar pelo que você não tem . 5. Sonhe grande. As pessoas que têm o hábito de sonhar grande são mais propensas a realizar seus objetivos que aquelas que não o fazem. Se você se atreve a sonhar grande, sua mente vai assumir uma atitude focada e positiva. 6. Não se preocupe com as pequenas coisas. As pessoas felizes se perguntam: “Será que este problema terá a mesma importância daqui a um ano?” Elas entendem que a vida é muito curta para se preocupar com situações triviais. Deixar os problemas rolarem à sua volta vai, definitivamente, deixar você à vontade para desfrutar de coisas mais importantes. 7. Fale bem dos outros. Ser bom é melhor que ser mau. Fofocar pode até ser divertido, mas, geralmente, deixa você se sentindo culpado e ressentido. Dizer coisas agradáveis sobre as pessoas leva você a pensar positivo e a não se preocupar em julgá-las. 8. Não procure culpados. Pessoas felizes não culpam os outros por seus próprios fracassos. Em vez disso, elas assumem seus erros e, ao fazê-lo, mudar para melhor. 9. Viva o presente. Pessoas felizes não vivem do passado ou se preocupam com o futuro. Elas saboreiam o presente. Se envolvem em tudo o que está fazendo no momento. Param e cheiram as rosas. 10. Acorde no mesmo horário todos os dias. Você já reparou que muitas pessoas bem-sucedidas tendem a ser madrugadores? Acordar no mesmo horário estabiliza o seu metabolismo, aumenta a produtividade e nos coloca em um estado calmo e centrado. 11. Não se compare aos outros. Todos têm seu próprio ritmo. Então, por que se comparar aos outros? Pensar ser melhor que outra pessoa leva a um sentimento de superioridade não muito saudável e, se pensar o contrário, acabará se sentindo inferior. Então, concentre-se em seu próprio progresso. 12. Escolha seus amigos sabiamente. A miséria adora companhia. Por isso, é importante cercar-se de pessoas otimistas que vão incentivá-lo a atingir seus objetivos. Quanto mais energia positiva em torno de você, melhor vai se sentir. 13. Não busque a aprovação dos outros. As pessoas felizes não importam com o que os outros pensam delas. Seguem seus próprios corações, sem deixar os pessimistas desencorajá-los, e entendem que é impossível agradar a todos. Escute o que as pessoas têm a dizer, mas nunca busque a aprovação de ninguém. 14. Aproveite seu tempo para ouvir. Fale menos, ouça mais. Escutar mantém a mente aberta. Quanto mais você ouve, mais conteúdo você absorve. 15. Cultive relacionamentos sociais. Uma pessoa só é uma pessoa infeliz. Pessoas felizes entendem o quão importante é ter relações fortes e saudáveis. Sempre tenha tempo para encontrar e falar com sua família e amigos. 16. Medite. Ficar no silêncio ajuda você a encontrar sua paz interior. Você não tem que ser um mestre zen para alcançar a meditação. As pessoas felizes sabem como silenciar suas mentes, em qualquer hora e lugar, para se acalmar. 17. Coma bem. Tudo o que você come afeta diretamente a capacidade de seu corpo produzir hormônios, o que vai definir seu humor, energia e enfoque mental. Certifique-se de comer alimentos que vão manter seu corpo saudável e em boa forma e sua mente mais tranquila. 18. Faça exercícios. Estudos têm mostrado que o exercício aumenta os níveis de felicidade e autoestima e produz a sensação de auto-realização. 19. Viva com o que é realmente importante. As pessoas felizes mantêm poucas coisas ao seu redor porque elas sabem que excessos as deixam sobrecarregadas e estressadas. Estudos concluíram que os europeus são muito mais felizes que os americanos, porque eles vivem em casas menores, dirigem carros mais simples e possuem menos itens. 20. Diga a verdade. Mentir corrói a sua autoestima e o torna antipático. A verdade sempre liberta. Ser honesto melhora sua saúde mental e faz com que os outros tenham mais confiança em você. Seja sempre verdadeiro e nunca se desculpe por isso. 21. Estabeleça o controle pessoal. As pessoas felizes têm a capacidade de escolher seus próprios destinos. Elas não deixam os outros dizerem como devem viver suas vidas. Estar no controle completo de sua própria vida traz sentimentos positivos e aumenta a autoestima. 22. Aceite o que não pode ser alterado. Depois de aceitar o fato de que a vida não é justa, você vai estar mais em paz com você mesmo. Portanto, concentre-se apenas no que você pode controlar e mudar para melhor. Essa é uma tradução do texto da Chiara Fucarino. Você pode acessar o texto original aqui: http://successify.net/2012/10/31/22-things-happy-people-do-differently/ Fonte: agorasim.blog.br

Beneficios da Manga

Palestra "Vida e Obra de Léon Denis, o Apóstolo do Espiritismo" - William Jacob - Espiritismo

Palestra realizada no GELD - Grupo Espírita Léon Denis, no dia 11/04/2013, pelo palestrante William Jacob, que teve como tema "Vida e Obra de Léon Denis, o Apóstolo do Espiritismo". O GELD fica na cidade de Uberlândia/MG, e aqueles que quiserem maiores informações, pode nos contactar pelo email: geleondenis@hotmail.com, ou pelo fone: (34)8857-4239.

Parque e Estadio do Sabiá - Uberlândia - MG

Livro Sinal Verde - Cap. 40 de 50 - Chico Xavier e Emmanuel

SINAL VERDE é um livro de estudos para quem pretende fazer sua reforma intima. Psicografado pelo médium Chico Xavier através do espirito André Luiz. VISITE: www.rabiraboni.blogspot.com

Cap. 48 - PÃO NOSSO - Compreendamos - Chico Xavier e Emmanuel

Estudo do livro VIDA E SEXO psicografado por Francisco Cândido Xavier através do espírito de Emmanuel - Audio e Comentário de Lúgero Souza Para receber email de atualizações do blog envie para rabiraboni@gmail.com

Cap. 25 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Sexo e Religião- Chico Xavier e Emmanuel

Filme - Os miseráveis - Victor Hugo

O filme é baseado no livro de Victor Hugo, de mesmo nome. Fala da Revolução Francesa, do amor, como era a sociedade por volta de 1850 e a luta entre o BEM e o MAL de uma forma magnifica. É apresentado de forma musical, muito bem filmado.Um bom filme para se ver e refletir.

Falecimento do Médium Celso de Almeida

Faleceu essa madrugada por falência múltipla dos órgãos o amado e estimado médium Celso de Almeida com 71 anos, que nasceu em Araxá, tinha a profissão de ourives e por décadas efetuo trabalhos de psicografia no centro espirita Aurélio Agostinho no bairro Fabrício e teve vários livros psicografados publicados. O médium foi diagnosticado em novembro de 2012 com câncer de esôfago, onde esteve em tratamento intensivo, sendo submetido a uma cirurgia para retirada de parte do esôfago e estômago. Em seu desfavor teve uma queda em sua resistência devido ao tratamento e o mesmo sofreu três fraturas no ombro e uma na bacia onde também foi submetido a cirurgias, após mais de dois meses de tratamento não resistiu e desencarnou sereno apesar de toda dor e sofrimento. O corpo está sendo velado no Centro Espírita Aurélio Agostinho.

Divaldo Franco em Uberlândia dia 14/2/13

Palestra do Expositor Espírita Divaldo Franco em Uberlândia dia 14/2/13 será realizada no Ginásio Sabiazinho A palestra pública que o médium e conferencista espírita Divaldo Pereira Franco realiza na cidade de Uberlândia, no próximo dia 14 de fevereiro, quinta-feira, às 19h a 21:30 h, será realizada, na Arena Multiuso Presidente Tancredo Neves (Ginásio Sabiazinho), que fica na Avenida Anselmo Alves dos Santos (ao lado do Estádio Parque do Sabiá), próximo a Rua João Balbino - Bairro Santa Mônica). No evento, que tem entrada franca, o conferencista levará aos presentes uma mensagem de esperança, otimismo e consolação.

www.visaoespirita.tv .

Cap. 22 - ESTUDANDO O LIVRO VIDA e SEXO - Adultério e Prostituição - Chico Xavier e Emmanuel.

Cap. 45 - PÃO NOSSO - Quando Orardes - Chico Xavier e Emmanuel

Cap. 42 - PÃO NOSSO - Sempre Vivos - Chico Xavier e Emmanuel

Repensar 042 - Programa com João Bebel

E a Vida Continua - Chico Xavier e André Luiz

Quando o carro da bela e jovem Evelina (Amanda Acosta) quebra na estrada, ela não faz ideia de como seus caminhos serão profundamente alterados para sempre. Socorrida pelo gentil Ernesto (Luiz Baccelli), Evelina logo fica sabendo que tanto ele como ela estão indo exatamente para o mesmo hotel. Coincidência? Talvez, mas Ernesto não acredita em coincidências. Imediatamente eles desenvolvem uma amizade tão sólida que persistirá quando ambos passam para o outro plano. Será ali, do outro lado da vida, que Evelina e Ernesto enfrentarão enormes dificuldades e desafios, onde não faltarão surpresas e surpreendentes revelações? O filme é baseado no best-seller espírita “E a Vida Continua”, escrito em 1968 pelo espírito André Luiz, psicografado por Chico Xavier. Trata-se do 13º e último livro da série “A Vida no Mundo Espiritual”.